Agenda

Voltar

Mitos e verdades sobre as varizes



A musculação causa varizes
Mito. Uma das principais causas das varizes é o sedentarismo e os exercícios ajudam a prevenir, pois estimulam a circulação do sangue. Porém se você já sente os sintomas de varizes, visite um especialista para que ele possa te auxiliar antes de iniciar qualquer prática de atividade física.

Depilação causa varizes
Mito. As varizes são complicações internas, ou seja, uma ação externa como realizar uma depilação não implica em problemas na circulação dos vasos.

Cremes amenizam as varizes
Mito. Para melhorar as varizes é preciso diminuir o peso, fazer alguma atividade física aeróbica e consultar um angiologista periodicamente. O especialista poderá colaborar na prevenção e tratamento dos sintomas das varizes.

Cruzar as pernas causa varizes
Mito. Porém se você tiver tendências hereditárias ou permanecer durante muito tempo sentado ou em pé, ao cruzar as pernas vocês estará ajudando a obstruir o fluxo sanguíneo. Evite ficar na mesma posição durante longos períodos.

Após a cirurgia de varizes, a pessoa terá a circulação do sangue prejudicada
Mito. É preciso lembrar que se é necessário retirar varizes, significa que sua função já está prejudicada e aquela veia é a causa dos sintomas na perna. Após a cirurgia, o sangue deixa de passar pela veia doente (que foi retirada) e os sintomas podem desaparecer.

Mesmo depois de tratadas, as varizes voltam
Verdade. O aparecimento de varizes está relacionado, entre outros fatores, a uma predisposição genética do indivíduo. Portanto, em alguns casos, após o tratamento bem sucedido, novas varizes podem surgir ao longo do tempo. Para saber como minimizar esse problema, converse com o seu angiologista.

Usar salto alto causa varizes
Mito. Não há estudos científicos que comprovem o salto alto como causador de varizes. Porém o uso diário de salto alto por um tempo prolongado poderá dificultar o bombeamento do sangue nas pernas, facilitando o surgimento de sintomas como dor e queimação nas pernas. Por essa razão, é importantealongar as panturrilhas antes e depois de usar salto e variar com saltos mais baixos durante a semana. Curiosamente não se deve usar sapatos sem salto também como chinelos ou sandálias rasteirinhas para caminhar, além de fazer prejudicar a circulação também faz mal para a coluna.

Meias elásticas melhoram a circulação das pernas
Verdade. O uso de meias elásticas melhora o retorno venoso.

Anticoncepcional causa varizes
Verdade. O uso de qualquer medicação hormonal como anticoncepcionais ou para reposição hormonal, pode influenciar os vasos sanguíneos e afetar a flexibilidade e resistência do vaso à pressão.

As varizes podem ser um problema genético
Verdade. Se seus pais têm varizes, há mais chances de que você venha a sofrer com o problema.

A alimentação influencia na formação de varizes
Verdade. Uma alimentação equilibrada ajuda na manutenção do peso adequado, o que, por sua vez, diminui as chances de desenvolvimento de veias doentes nas pernas. Pessoas que estão acima do peso colocam "carga extra" nas veias das pernas e estão mais predispostas ao aparecimento de varizes.

As mulheres têm mais chance de desenvolver varizes do que homens
Verdade. Estudos dizem que as mulheres costumam ter de duas a três vezes mais varizes do que homens, devido a fatores hormonais. Entretanto, muitas vezes homens têm varizes que ficam encobertas por pelos.

Viagens muito longas aumentam o risco de trombose venosa
Verdade. Em trajetos longos de avião ou ônibus, por exemplo, nossas pernas costumam ficar muito tempo paradas na mesma posição, aumentando a dificuldade do sangue da perna em retornar ao coração e dando condições para a formação de coágulos no sangue (que por sua vez podem causar trombose venosa profunda ou embolia pulmonar). Para evitar isso, é importante movimentar as pernas, com pequenas caminhadas ou o movimento de "sobe e desce" com o tornozelo e os pés.


Você tem dúvidas? Clique aqui
copyright 2013© sbacv-rj - todos os direitos reservardos

Praça Floriano, 55 - Sala 120 - CEP: 20031-050 - Rio de Janeiro - RJ - Telefone / Fax: 55-21-2533-7905 / 55-21-2240-4880